Marketing Verde: atraindo a confiança de consumidores e investidores

O que é o Marketing Verde?

O marketing verde, ecomarketing ou marketing ambiental, é uma estratégia de negócio orientada a consciência socio-ambiental, que envolve a associação da marca da empresa às melhores práticas de sustentabilidade.

Para que uma empresa seja considerada sustentável, ela deve possuir práticas que contribuam com o meio ambiente e com a sociedade, além de ser lucrativa. Desta forma, deve reduzir os seus impactos ambientais, de modo que envolva uma gestão ambiental completa. Algumas atitudes podem ser: uso racional de recursos, reaproveitamento de resíduos, adoção de práticas ecoeficientes, conscientização dos funcionários e influência de fornecedores e clientes para adoção de práticas sustentáveis.

Ao focar em produtos e serviços que beneficiam o meio ambiente, agrega-se valor a marca e promove um diferencial competitivo no mercado. Por isso, o Marketing Verde é uma estratégia lucrativa, pois melhora a imagem da empresa entre os consumidores e traz mais confiança para os investidores.

O lado do consumidor:

Hoje consumir se tornou um ato político. O consumidor moderno investiga as informações sobre a empresa antes da compra e busca por produtos e serviços que compartilhe dos mesmos ideais. Uma pesquisa da Accenture revelou que 83% dos consumidores brasileiros preferem comprar de empresas com propósitos alinhados aos seus valores de vida.

Por isso, ter uma comunicação clara e transparente sobre as práticas de negócio também é importante pois pode conquistar consumidores que antes não conheciam o produto e se identificam com os valores da empresa.

Além disso, com o conhecimento dos impactos que as ações humanas têm no meio-ambiente, os consumidores estão mais rigorosos sobre o papel das instituições privadas e suas responsabilidades. De acordo com um levantamento do Sistema Fiep, 87% dos consumidores preferem comprar de empresas sustentáveis e 70% deles estão dispostos a pagar mais caro por produtos fabricados por empresas sustentáveis.

O lado dos investidores:

Enquanto algumas empresas ganham dinheiro destruindo o planeta, outras tem um retorno extremamente lucrativo ao preservá-lo. Isso acontece devido a preferência dos consumidores, redução de custos com medidas ecoeficientes e também devido a valorização de suas ações.

A necessidade da sustentabilidade empresarial se tornou uma pauta mundial. Países do mundo inteiro se comprometem com planos para reduzir os impactos no meio ambiente. A partir desse quadro, as organizações que adotam práticas sustentáveis são valorizadas pelos acionistas. Como exemplo, as ações das empresas que integram o ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) valorizaram 4 vezes mais do que as listadas no Ibovespa, em 10 anos.

Empresas sustentáveis respeitam as normas legais e demonstram responsabilidade civil e valores éticos. Desta forma, é pouco provável que tenham crises ambientais ou sociais, como aconteceu com a Samarco na cidade de Mariana e assim, trazem mais confiança para os investidores.

Desta forma, o desenvolvimento sustentável se tornou primordial para as empresas e os resultados são positivos para todos os lados. A prática sustentável sensibiliza a população sobre a importância da participação de todos na preservação dos recursos. Para que o futuro das próximas gerações não seja drasticamente afetado, tanto o governo, como a sociedade civil e as corporações devem agir em conjunto preservando os recursos naturais e agindo da forma mais responsável possível com o meio ambiente, dentro dos limites de cada um.

Cuidado com o Greenwashing!

É importante que a corporação se comprometa com os valores que divulgam no seu marketing verde. Caso contrário, ela pode estar ferindo a sua imagem entre os consumidores, que se sentem enganados e identificam um aproveitamento da tendência sustentável.

Quando uma empresa transmite uma imagem sustentável, sem uma postura completa, sua prática de marketing verde pode ser interpretada como Greenwashing (tradução literal: lavagem verde).  Algumas empresas utilizam os rótulos de sustentabilidade, mas provocam grandes malefícios ambientais e por isso caem em uma armadilha para a sua imagem corporativa.

Para a sustentabilidade não gerar desconfiança, ela deve ser vista como uma forma de gerenciamento de negócio, não como um setor isolado. Por isso, para você ter uma estratégia de Marketing Verde é necessário que a empresa seja realmente preocupada com o meio ambiente e tenha uma gestão ambiental completa.

Muito mais de que uma questão global, a responsabilidade socio-ambiental se tornou uma questão de sobrevivência para as empresas.

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart